O Conhecimento Prático em Arari




O conhecimento empírico é aquele conhecimento que adquirimos no dia-a-dia, com base na tentativa e erro, ou seja, o conhecimento adquirido através da observação, da experiência, do senso comum, dispensando a necessidade de comprovação científica. Empírico tem sentido de experiência cotidiana.


Apesar do grandioso avanço do conhecimento científico, ainda existe muita crença nos saberes oriundos da experiência, sobretudo na medicina alternativa. Muitos homens e mulheres se sobressaíram e ainda se sobressaem nesta prática em Arari, receitando medicamentos, fazendo incursões, benzições, utilizando da homeopatia, enfim, procurando ser prestativos ao povo com os seus conhecimentos práticos.


Citarei neste breve artigo alguns desses notáveis que foram e alguns ainda são bastante procurados pelos seus prestimosos serviços. Pessoas estas por quem eu tenho muito respeito e consideração, haja vista que muito contribuíram e contribuem para o restabelecimento da saúde da nossa população, principalmente dos mais carentes, que, muitas vezes, não encontram atendimento na medicina convencional e acabam encontrando a solução para os seus males físicos nos tratamentos alternativos de experientes senhores e senhoras.


Por esta terra arariense passou, por exemplo, o Sr. Nicolau, que nas décadas de 40 e 50 do século XX, usava o método terapêutico da homeopatia para curar os seus clientes. Por causa desta atividade, que, segundo nos fala José Fernandes em seu livro Gente e Coisas da Minha Terra, página 66, “era considerado o médico da cidade”. Até pouco tempo, quem desenvolvia o tratamento pela homeopatia em Arari era o Sr. Hilton Mendonça. Seu Hilton deixou a atividade de homeopata há alguns anos devido, talvez, o avanço na medicina científica.

No Povoado de Itaquipetuba, morava o Sr. Pedro Alexandrino da Silva, o Pedrinho da Silva, que era muito procurado por seus serviços como Curandeiro. Pedrinho da Silva era famoso pelas suas curas milagrosas. Hoje, quem continua o seu trabalho de curar, é a sua filha, a senhora Antonia Silva, que também é muito requisitada e possui um vasto conhecimento sobre as plantas medicinais.


Tivemos aqui os serviços de orientação farmacêutica do Sr. Raimundinho. Farmacêutico decente e que detinha um grandioso conhecimento sobre medicamentos. Geralmente receitava “na mosca” os medicamentos que prescrevia. Por falar em farmacêutica, não podemos deixar de citar a Dona Cota Ericeira. Dona Cota, como a conhecemos, realiza uma consulta melhor até que muitos médicos formados, sem exagerar. Suas orientações e indicação de medicamentos são certeiros. A sua experiência é invejável, além da dedicação e zelo que possui pelo seu admirável ofício. Atualmente, em Arari, contamos com vários farmacêuticos formados. Todas as farmácias da cidade contam com o profissionais graduados em curso superior de Farmácia.


Tonico Santos é outra autoridade quando o assunto é medicina alternativa. Possuidor de uma notável experiência, muito já contribuiu com os ararienses no tratamento de enfermidades. Hoje, mora e realiza o seu admirável e respeitável ofício na capital do Estado, São Luís.


Que não se lembra do Sr. Camilo Cordeiro? Um especialista em tratar de ossos fraturados. Entendia do ofício como ninguém. Oxalá, melhor até do que alguns ortopedistas que existem por aí. Quando alguém fraturava um osso, Seu Camilo era logo procurado para fazer o tratamento e “colocá-lo no lugar”.


Além destes que citei, há outros mais, que com talento e com o conhecimento adquirido pela vasta experiência, foram e são verdadeiros “doutores” para a nossa população. “Doutores” da experiência e do conhecimento empírico transmitido por seus ancestrais ou adquiridos através da observação. Conheci e conheço outros (as) como Seu Raimundo Napoleão (Pau Seco); Dona Vineca; Procópia; Antonia Vermelha; Dona Deuseli; Seu Zé Sousa (do Perimirim)... Outros não conheci mas que são famosos como Jorge Oliveira; Antonio Anísio Garcia...


Destaque
Tags

 2017. Adenildo Bezerra. Todos os direitos autorais reservados. 

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Google+ B&W