Igarité, emblemática embarcação do Mearim


O igarité é um tipo de embarcação típica desse trecho do Mearim. Essa emblemática embarcação estabelece uma bela relação com o nosso rio. É versátil. Sua fabricação é quase que toda artesanal, com o uso de ferramentas simples.


Em Arari, existiram vários fabricantes de igarités. Atualmente, essa arte primorosa praticamente não existe mais em nosso município. Os grandes fabricantes ararienses de igarités já faleceram ou estão muito idosos e não dão mais conta do trabalho. Infelizmente, não houve a continuidade dessa arte. Os poucos que aprenderam a fabricá-lo não levaram o ofício a diante. Para mim, ribeirinho apaixonado pelo Mearim e, também, pelo igarité, essa embarcação é charmosa e muito importante para a região. E tenho certeza que para você, caro leitor, também o é. Sobretudo se você for oriundo regiões banhadas pelo maravilhoso rio Mearim.


O igarité, por ser de suma importância, por várias vezes foi objeto de estudos. Por exemplo, o odontólogo e icitiólogo arariense, Éden do Carmo Soares, no seu notável livro PEIXES DO MEARIM, define da seguinte forma o igarité, vejamos: "Um meio de transporte comum na região é o igarité, embarcação motorizada alongada, estreita e de pequeno calado. Nem mesmo quando estradas temporárias alcançam os povoados à beira do rio e dos lagos, o igarité deixa de ser o mais eficiente meio de transporte das comunidades ribeirinhas. É o "pau-para-toda-obras", no dizer comum, transportando produtos da mata e da lavoura, pescadores na sua faina, ou passageiros e mercadorias do pequeno comércio da região". Desse modo, o igarité é um símbolo mearinense que está a serviço das comunidades ribeirinhas.


REFERÊNCIA



SOARES, Éden do Carmo. Peixes de Mearim. São Luís: Instituto Geia, 2005.

Destaque
Tags

 2017. Adenildo Bezerra. Todos os direitos autorais reservados. 

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Google+ B&W