LENDA ARARIENSE: A Procissão Vista no Campo



Arari é uma cidade com uma variedade de histórias oriundas do imaginário popular. É comum quando conversamos com pessoas idosas, com mais de setenta anos de idade, sobretudo, relatarem acontecimentos sobrenaturais, alguns até horripilantes, como a que contaremos a seguir: a lenda da procissão vista no campo. Essa lenda é uma das mais famosas do imaginário popular arariense, assim como a lenda da “galinha preta com pintos na ponte do Ubatuba”, já contata, aqui, em nosso site. Segue a lenda...

“Em tempo mais distantes, era comum organizar-se em procissão, quaisquer cortejos, com imagens, pessoas de destaque, pessoas enfermas ou falecidas. Certo dia, em que era esperado alguém que adoecera em um lugarejo fora de Arari, foi visto à noite, no campo que fazia a continuação da vila, um cortejo, com muita gente, trazendo velas acesas, em forma de procissão. À vista do que se via, tratava-se daquela pessoa doente que estava sendo transportada, viva ou mesmo morta, para a vila

Grande número de pessoas se organizou para ir ao encontro, na certeza de que se confirmava a expectativa. E em direção ao séquito ainda distante, seguia respeitosamente o povo, também em forma de procissão. À medida que mais perto iam chegando, confirmava-se a presença de uma procissão, verdadeiramente fúnebre.

Para surpresa de todos, o cortejo de luzes desaparecera momentâneo e misteriosamente, quando já bem perto um do outro, estavam ambos os grupos. Estarrecidos à frente daquele fantasmagórico momento, o povo se fez voltar, tomado de grande surpresa e pavor. Na verdade, aquele enfermo falecera, e no dia seguinte seu corpo fora trasladado para a vila de Arari, onde deveria ser feito o sepultamento”.

Destaque
Tags

 2017. Adenildo Bezerra. Todos os direitos autorais reservados. 

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Google+ B&W